Apostilas de Filosofia Colégio São Luis – 3o. trimestre 2017

9o. ano:

Versão Word:Apostila 9o ano Filosofia – 2017 – 3o. trimestre

Versão PDF:Apostila 9o ano Filosofia – 2017 – 3o. trimestre

 

2a. série:

Versão Word:Apostial 2a. série 2017 – 3o. trimestre

Versão PDF:Apostial 2a. série 2017 – 3o. trimestre

 

3a. série:

Versão Word:Apostila3a serie Filosofia – 2017- 3o. trimestre

Versão PDF:Apostila3a serie Filosofia – 2017- 3o. trimestre

 

Prova de filosofia 2ª. e 3ª. série do EM – SION – 3º. Bimestre – 2016

Queridos alunos do Colégio Sion 2ª. e 3ª. série EM 2016,

Fiz esse pequeno roteiro de estudos para orientá-los, espero que ajude!

O que estudar?

  • Filosofia de Nietzsche
  • Crítica nietzschiana à tradição socrática-platônica
  • Valorização da tragédia, mitologia e filosofia pré-socrática
  • Força apolínea e força dionisíaca
  • Gênese das morais
  • Relativização das morais
  • Moral do escravo e moral do senhor
  • Autenticidade e a noção de bem para o übermensch
  • Além do homem, super-homem (übermensch)
  • Conceito vida e vontade de potência
  • Águia e serpente
  • Zaratustra

 

Onde estudar?

  •  Ver o power point utilizado durante as aulas de filosofia:

https://fabiomesquita.wordpress.com/2010/06/10/schopenhauer-e-nietzsche/

  • Ler o prólogo do Assim falou Zaratustra. Essa atividade é relevante para aqueles que se identificaram com a filosofia nietzschiana e querem se aprofundar nos estudos. Sugiro que comprem o livro se o começo já os agradou.

https://fabiomesquita.wordpress.com/2011/05/25/prologo-de-zaratustra-nietzsche/

  •  Ler o seguinte texto:

https://fabiomesquita.wordpress.com/2010/05/27/para-alem-do-bem-e-do-mal-nietzsche/

  • Para entender a crítica que Nietzsche faz a Sócrates e a toda tradição que hipervaloriza a razão, visite o seguinte site e leia a matéria:

http://filosofiacienciaevida.uol.com.br/ESFI/edicoes/47/artigo174154-1.asp

  •  Ler o material de apoio entregue durante o curso. Para aqueles que não tiverem, baixar o arquivo aqui:

textos-de-nietzsche-2a-e-3a-serie

  •  Assistir vídeo de Viviane Mosé, ótimo resumo e síntese do nosso curso:
  •  O vídeo de Alain de Botton, não é uma síntese da filosofia de Nietzsche, mas apresenta de modo didático e interessante algumas ideias do filósofo. Vale muito a pena assistir:

 

  • Excelente vídeo que apresenta uma entrevista com a Profa. Scarlett Marton, uma das referências dos estudos nietzschianos no Brasil:
  • Vídeo bem humorado que retrata algumas ideias de Nietzsche:

Como estudar?

  • Escrever um pequeno texto explicativo para cada um dos conceitos apresentados acima em “o que estudar?”

Boa sorte e bons estudos,

Abraços,

Fábio Mesquita

Nietzsche

1. (Ufsj 2013) “A Filosofia a golpes de martelo” é o subtítulo que Nietzsche dá à sua obra Crepúsculo dos ídolos. Tais golpes são dirigidos, em particular, ao(s)

a) conceitos filosóficos e valores morais, pois eles são os instrumentos eficientes para a compreensão e o norteamento da humanidade.

b) existencialismo, ao anticristo, ao realismo ante a sexualidade, ao materialismo, à abordagem psicológica de artistas e pensadores, bem como ao antigermanismo.

c) compositores do século XIX, como, por exemplo, Wolfgang Amadeus Mozart, compositor de uma ópera de nome “Crepúsculo dos deuses”, parodiada no título.

d) conceitos de razão e moralidade preponderantes nas doutrinas filosóficas dos vários pensadores que o antecederam e seus compatriotas e/ou contemporâneos Kant, Hegel e Schopenhauer.

e) ao socialismo da URSS, que reutiliza o martelo como símbolo central da classe operária.

2. (Ufsj 2013) Na filosofia de Friedrich Nietzsche, é fundamental entender a crítica que ele faz à metafísica. Nesse sentido, é CORRETO afirmar que essa crítica

a) tem o sentido, na tradição filosófica, de contentamento, plenitude.

b) é a inauguração de uma nova forma de pensar sem metafísica através do método genealógico.

c) é o discernimento proposto por Nietzsche para levar à supressão da tendência que o homem tem à individualidade radical.

d) pressupõe que nenhum homem, de posse de sua razão, tem como conceber uma metafísica qualquer, que não tenha recebido a chancela da observação.

e) a metafísica é válida, pois trata de Deus e da liberdade humana.

3. (Unimontes 2012) O pensamento de Nietzsche (1844 – 1900) orienta-se no sentido de recuperar as forças inconscientes, vitais, instintivas, subjugadas pela razão durante séculos. Para tanto, critica Sócrates por ter encaminhado, pela primeira vez, a reflexão moral em direção ao controle racional das paixões. Nietzsche faz uma crítica à tradição moral desenvolvida pelo ocidente. Marque a alternativa que indica as obras que melhor representam a crítica nietzscheana.

a) Para além do bem e do mal, Genealogia da moral, Crepúsculo dos ídolos.

b) Para além do bem e do mal, Genealogia da moral, República.

c) Leviatã, Genealogia da moral, Crepúsculo dos ídolos.

d) Microfísica do poder, Genealogia da moral, Crepúsculo dos ídolos.

e) Memórias Póstumas de Brás Cubas e A moreninha.

4. (Ufsj 2012) Nietzsche identificou os deuses gregos Apolo e Dionísio, respectivamente, como

a) complexidade e ingenuidade: extremos de um mesmo segmento moral, no qual se inserem as paixões humanas.

b) movimento e niilismo: polos de tensão na existência humana.

c) alteridade e virtu: expressões dinâmicas de intervenção e subversão de toda moral humana.

d) razão e desordem: dimensões complementares da realidade.

e) Amor e Paixão: sentimentos intensos da vida humana.

5. (Ufsj 2012) Assinale a alternativa que expressa o pensamento de Nietzsche sobre a origem do bem.

a) “Faça isto e mais isto, não faça aquilo e mais aquilo – e então serás feliz, contrário…” Dessas ações procedem o bem em si.

b) “Todo o bem procede do instinto e é, por conseguinte, leve, necessário, espontâneo”.

c) “O vício e o luxo são a causa do perecimento de povos e raças”. Libertar-se de tais desequilíbrios, eis aí a fórmula do bem original.

d) “O cornarismo resume toda a origem do bem e é prerrogativa cultural da raça humana”.

e) “Deus é o criador do bem”.

Gabarito:  

1D

2B

3A

4D

5B

Linha do Tempo – Filosofia

linha do tempo de filosofia - fabio mesquita